Bevap quer moagem de 3 milhões de toneladas de cana na safra 19/20

A Bioenergética Vale do Paracatu (Bevap) realizou ontem a celebração de Ação de Graças da Safra 19/20, em João Pinheiro – MG, e comemorou o primeiro lugar no Índice de Produtividade Agrícola do Centro-Sul pelo CTC e Grupo Idea. Além do lançamento do primeiro Relatório de Sustentabilidade e o aplicativo, direcionado aos colaboradores com diversas informações importantes.

O evento contou com a presença do presidente da SIAMIG Mário Campos, os associados da Agropéu Geraldo Cordeiro, da Rio do Cachimbo Zeno e Bruno, da WD, Luís Roberto, o presidente executivo da UDOP Antônio Salibe, a Secretária de Agricultura de Minas Gerais Ana Maria Valentini, o deputado estadual João Bosco, prefeitos e vereadores das cidades vizinhas, fornecedores de cana e colaboradores.

A Bevap completa 10 anos e tem a meta de colher na safra 19/20, 3 milhões de toneladas de cana. Na safra 18/19 a usina moeu 2,8 milhões de toneladas de cana e gerou 85 milhões em impostos e conta com mais de 1.500 empregos diretos e 10.000 indiretos.

Segundo o presidente da Bevap, Gabriel Sustaita, foram superadas várias dificuldades para que a empresa chegasse na sua 10ª safra histórica. Foi realizada uma redução de custo e foram alcançados altíssimos índices de produtividade.

O presidente da SIAMIG Mario campos ressaltou a importância do Noroeste de Minas na produção de cana-de-açúcar enfatizando a grande responsabilidade do setor como gerador de empregos e renda para milhares de trabalhadores. Destacou também que o governo colaborou na redução do ICMS do etanol hidratado, colocando Minas como grande consumidor deste combustível.

O evento teve sua parte cultural com a inauguração de duas obras de arte, uma de grafite na parede do artista Davidson Gonzalez e uma escultura de Daniel Tavares.

Acesse o Relatório de Sustentabilidade da Bevap clicando aqui.

Gerência de Comunicação SIAMIG – 04/04/19

 

Relacionadas