Desafio CanaMáxima premia Biosev e Araporã

 

As usinas Biosev (Lagoa da Prata) e Araporã (cidade de mesmo nome), foram premiadas  no Desafio CanaMáxima, promovido pelo CTC e a BASF, durante o 15º Seminário Sobre Produtividade & Redução de Custos da Agroindústria Canavieira, ocorrido no dia 30/11 e 01/12 em Ribeirão Preto.  A premiação foi na categoria 2º (Cana Planta) e 3 º (Cana Soca).

De acordo com o gerente de Marketing do CTC, Luiz Paes, esse concurso visa mostrar aos produtores e usinas canavieiras que através do uso de tecnologias e práticas já disponíveis no mercado é possível fazer com que o canavial atinja seu maior potencial produtivo. "No geral, o ganho médio nas áreas de Cana Planta do desafio foi 3,8 toneladas ATR/ha em comparação com a média da região. Já na Cana Soca, essa diferença foi ainda maior, de 4,3 toneladas ATR/ha. Lembrando que os canaviais foram avaliados na mesma condição de ambiente e estágio de corte."

O gerente de marketing de cana da BASF, Cristiano Ortigosa Peraceli, diz que o Desafio CanaMáxima foi criado pensando no futuro, para ver o que poderia ser feito com relação a adoção de tecnologias a curto, médio e longo prazo, visando o aumento da produtividade dos canaviais brasileiros, que estão estagnados nas mesmas médias ao longo dos últimos 20 anos. "Nosso objetivo é mostrar que a adoção de tecnologias, aliada à gestão correta da lavoura, pode alavancar significativamente esses números."

Confira os vencedores do 2º e 3º Desafio CanaMáxima:

 

2ª EDIÇÃO

CANA PLANTA CTC15 OU CTC25

Vencedor: Usina Continental - Biosev

Aumento de produtividade: 16 ton/ha

TAH: 16,6

Margem agroindustrial adicional: R$ 1,0 mil

 

Vice: Usina Paulicéia - Caeté

Aumento de produtividade: 16 ton/ha

TAH: 15,3

Margem agroindustrial adicional: R$ 800/ha

 

CANA PLANTA SÉRIE 9000

Vencedor: Usina Luciânia (Lagoa da Prata) - Biosev

Produtividade: 8,8 ton ATR/ha

TAH:22

Margem agroindustrial adicional: Margem agroindustrial adicional: R$ 8,0 mil

 

Vice: Usina São José - Guarani

TAH: 18,2

Margem agroindustrial adicional: R$ 1,2 mil

Produtividade: 1,6 ton ATR/ha

 

 CANA PLANTA  CTC2, CTC4 OU CTC20

Vencedor: Usina Tarumã - Nova América

Produtividade: 6,9 ton ATR/ha

TAH: 21,1

Margem agroindustrial adicional: R$ 5,0 mil

 

Vice: Destivale - Raízen

Produtividade: 1m7 ton/ha

TAH: 15,1

Margem agroindustrial adicional: R$ 1,0 mil

 

3ª EDIÇÃO

 

POWER CANA SOCA

 

Vencedor: Usina Luciânia (Lagoa da Prata) - Biosev

Produtividade: 27 ton/ha

TAH: 15,4

Margem agroindustrial adicional: R$ 2,8 mil

 

Vice: Usina Tanabi - Guarani

Produtividade: 18 ton/ha

TAH: 15,3

Margem agroindustrial adicional: R$ 1,8 mil

 

POWER CANA SOCA - EXCLUSIVO FORNECEDORES

Vencedor: Agrícola Ouro Verde (ASCANA)

Produtividade: 48 ton/ha

TAH: 18,0

TAH adicional: 6,0

 

Vice: Agroterenas - Maracaí

Produtividade: 31 ton/ha

TAH: 13,0

TAH adicional: 1,9

 

POWER CANA SOCA - EXCLUSIVO USINA

Vencedor: Usina Jataí - Raízen

Produtividade: 10 ton ATR/ha

TAHa: 28,0

Margem agroindustrial adicional: R$ 11,9 mil

 

Vice: Araporã Bioenergia

Produtividade: 2,6 ton ATR/ha

TAH adicional: 18,9

Margem agroindustrial adicional: R$ 2,2 mil

 

Os vencedores irão ganhar um final de semana, com acompanhante, no Resort Bourbon Atibaia, localizado no município paulista de mesmo nome, um certificado e 1 hectare de AgMusa de CTC Série 9000. Já os segundos colocados ganharão um tablet, um certificado e 0,5 hectares de AgMusa de CTC Série 9000.

 

Relacionadas