Lucro líquido da Biosev cresce 39,7% e atinge R$ 32,848 milhões no 2º trimestre

A Biosev, braço sucroenergético da Louis Dreyfus Company (LDC), reportou lucro líquido de R$ 32,848 milhões no segundo trimestre do ano-safra 2017/2018, entre julho e setembro deste ano. O resultado é 39,7% maior que os R$ 23,518 milhões de lucro registrados em igual período do ciclo anterior. No acumulado dos seis meses de safra, a Biosev lucrou R$ 544,455 milhões, alta de 65,1% sobre os R$ 329,789 milhões do primeiro semestre de 2016/2017.

A receita líquida da companhia (ex-HACC) recuou 20,1% na mesma base de comparação trimestral, para R$ 1,829 bilhão, enquanto o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado totalizou R$ 373,76 milhões, uma queda de 18,3%. A dívida líquida em 30 de setembro era de R$ 4,934 bilhões, um recuo de 5,4% na comparação com o nível verificado ao final do primeiro trimestre de 2017/2018, encerrado em 30 de junho.

A Biosev investiu um total de R$ 185 milhões no trimestre, 29,3% menos do que em igual período do ano anterior. Do total, R$ 163,37 milhões foram em atividades operacionais, queda de 31,7%. Para expansão, o montante foi de R$ 1,3 milhão, redução de 72,7%.

No segundo trimestre da safra 2017/2018, as usinas da Biosev moeram 13,08 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, recuo de 7% em relação a igual período de 2016/2017. No acumulado de seis meses de safra, a moagem atingiu 22,7 milhões de toneladas, alta de 6,8% sobre o mesmo período de 2016/2017.

O Açúcar Total Recuperável em quilos por tonelada de cana (kg/t) processada no segundo trimestre da atual safra subiu 0,7% entre os períodos, para 138,6 kg/t e acumula o mesmo porcentual de alta nos seis meses de safra, para 130,8 kg/t.

Com mix de 50,8% da oferta de matéria-prima para a fabricação de açúcar, a produção do alimento alcançou 869 mil toneladas no segundo trimestre de 2017/2018, um aumento de 4,6%. No acumulado do semestre, a produção de açúcar chegou a 1,456 milhão de toneladas, alta 7,7% ante o semestre de abril a setembro de 2017.

A fabricação de etanol ficou em 515 milhões de litros no trimestre e 835 milhões no semestre da atual safra, altas de 15% e 11,5%, entre os períodos, respectivamente. A cogeração de energia elétrica para venda foi de 350 GWh, aumento de 9,6% no trimestre e 628 GWh alta de 12,9% na base semestral.

A Biosev manteve o guidance de moer entre 31,5 milhões e 33,5 milhões de toneladas de cana na safra 2017/18, com ATR de 129 kg a 131 kg por tonelada. A companhia realiza teleconferência ainda nesta quinta, às 13 horas, para detalhar os resultados.

(Fonte: Agência Estado – 09/11/17)

 

Relacionadas