Novembro azul na Cerradão

A Cerradão está alertando sobre a necessidade de prevenção quanto ao câncer de próstata, que se constitui num tipo mais frequente em homens no Brasil, depois do câncer de pele. Embora seja uma doença comum, por medo ou por desconhecimento, muitos homens preferem não conversar sobre esse assunto.

O câncer de próstata, na maioria dos casos, cresce de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem. Em outros casos, pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e causar a morte.

Fatores de risco:

Idade

O risco aumenta com o avançar da idade. No Brasil, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.

História de câncer na família

Homens cujo pai ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos.

Sobrepeso e obesidade

Estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal elevado.

Prevenção

Adotar práticas saudáveis diminui o risco de várias doenças, inclusive o câncer.

Ter uma alimentação saudável

Manter o peso corporal adequado

Praticar atividade física

Não fumar

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

Sintomas

Na fase inicial, o câncer de próstata pode não apresentar sintomas e, quando apresenta, os mais comuns são:

Dificuldade de urinar;

Demora em começar e terminar de urinar;

Sangue na urina;

Diminuição do jato de urina;

Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Exames para diagnósticos

Na presença de sinais e sintomas, recomenda-se a realização de exames para investigar o câncer de próstata.

Exame de toque retal

O médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, introduzindo o dedo protegido por uma luva lubrificada no reto. Este exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata.

Exame de PSA

É um exame de sangue que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata – Antígeno Prostático Específico (PSA). Níveis altos dessa proteína podem significar câncer, mas também doenças benignas da próstata.

Para confirmar a doença é preciso fazer uma biópsia. Nesse exame são retirados pedaços muito pequenos da próstata para serem analisados no laboratório.

Quanto antes for iniciado o tratamento, maiores são as chances de cura.

A prevenção sempre será o melhor caminho!

(Fonte: Ministério da Saúde/Usina Cerradão – 07/11/17)

 

Relacionadas