Açúcar: contratos futuros do açúcar fecham a semana sem tendência definida

Na sexta-feira (18) os contratos futuros do açúcar, de maior liquidez, fecharam em alta. Em Nova York o lote para março/20 foi firmado em 12.32 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 8 pontos. Na tela maio/20 a alta foi de 7 pontos, fechando em 12.41 centavos de dólar por libra-peso. Os demais vencimentos subiram entre 4 e 7 pontos.


Em sua análise semanal, o diretor da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Corrêa traz que "há consenso de que o Centro-Sul não vai experimentar expansão na área plantada nos próximos anos. O crescimento esperado do PIB para 2020 vai acelerar o consumo de combustíveis e a disponibilidade de açúcar por parte do Brasil deverá ficar ainda mais comprometida. Se isso ocorrer, por três anos seguidos o Brasil estará ajudando a enxugar os amplos estoques mundiais".

Os contratos mais vendidos do açúcar branco, negociados em Londres, fecharam em baixa. Os papéis para dezembro/19 fecharam em US$335,90 a tonelada, queda de 3,10 dólares. O vencimento para março/20 foi firmado em US$ 333,40 a tonelada, recuo de 1,80 dólar. Os demais contratos variaram entre 60 cents negativos e 70 cents de dólar positivos.

Mercado doméstico

Na sexta-feira, o indicador diário Cepea/Esalq para açúcar cristal fechou em R$ 65,26/sc de 50 kg, ligeira desvalorização de 0,02% no comparativo com a véspera.

Fonte: Agência UDOP de Notícias – 21/10/19

 

Relacionadas