Matérias

Adecoagro se une ao esforço de prevenção aos incêndios com a campanha 'Quando a CHAMA se acende, A VIDA se apaga'

24 de Junho de 2021

Associados

Ciente de seu papel social, a Adecoagro dá início à sua Campanha de Combate a Incêndios 2021, com o mote ‘Quando a CHAMA se acende, a VIDA se apaga’. A  iniciativa da companhia contará com peças para mídias on-line e off-line, como outdoors, placas, spots de rádio, mensagens em carros de som, protetores de telas para todos os computadores das três unidades e posts preparados para a rede social interna da empresa, o Adecoapp. A Adecoagro também desenvolveu uma cartilha digital com um amplo conteúdo que será distribuída para colaboradores, terceiros e demais públicos através do linkedin da empresa, da rede social interna e-mail e whatsapp.

A ação se torna fundamental frente ao crescimento do número de queimadas. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em 2020, mais de 220 mil focos de fogo foram identificados em todo o país, um aumento de 12,73%. Somente no Estado do Mato Grosso do Sul, mais de 12 mil casos de incêndios foram registrados ao longo do ano, enquanto o Estado de Minas Gerais contabilizou 8.737 focos de fogo.

As queimadas descontroladas geram um grande impacto no aquecimento global, pois contribuem para a emissão de gás carbônico, principal causador do efeito estufa no mundo. Segundo André Guimarães, representante da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura e diretor-executivo do IPAM, os três principais danos dos incêndios são os impactos na biodiversidade, com destruições na fauna e flora; na qualidade do solo, terra menos fértil e gradualmente mais frágil; e na saúde humana, com o aumento de casos de doenças respiratórias, como asma, bronquite e rinite, nas cidades próximas aos pontos de incêndio.

“A prevenção passa pela mudança de comportamento e pela vigilância constante de cada um de nós. Ações aparentemente inofensivas, como a queima de lixo doméstico, o descarte de bitucas de cigarros em estradas, acender fogueiras e soltar balões podem dar início ao incêndio, que nada mais é do que o fogo descontrolado derivado de um acidente ou imprudência ou ainda iniciado de forma criminosa. Repensar atitudes e o compartilhamento de orientações de prevenção são essenciais”, destaca Renato Junqueira Santos Pereira, VP Açúcar, Etanol e Energia da Adecoagro no Brasil.

Em caso de suspeita de focos de incêndio ou informações sobre responsáveis ligue para o Corpo de Bombeiros Militar 193 ou para o disque denúncia da Adecoagro 0800-601-6896.

 

Fonte: Assessoria Comunicação Adecoagro – 24/06

 

Veja também

Assine nossa newsletter