Flávio Roscoe é eleito o novo presidente da Fiemg

A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) terá novo presidente a partir de 24 de maio. O empresário do setor têxtil Flávio Roscoe venceu a eleição, cujos votos foram computados ontem, após um dia inteiro de votações. A posse está marcada para maio, data em que é comemorado o Dia da Indústria. Foram 118 votos na chapa de Roscoe, 15 brancos e 2 nulos. Eram 138 aptos a votar. Exerceram o direito 135.

Roscoe foi eleito com o discurso de inovação, prometendo agregar a indústria, trabalhar com transparência e dar voz aos industriais. Ele tinha como adversário Alberto Salum, do setor da construção pesada. Porém, em janeiro, Salum desistiu da disputa. Por isso, foi registrada chapa única que sagrou-se vitoriosa ontem.

O orçamento anual da Fiemg gira em torno de R$ 1,2 bilhão.

Roscoe administrará a entidade no quadriênio 2018 a 2021. Ele está à frente do Grupo Colortextil, companhia com mais de 30 anos de mercado, que se consolidou como um dos principais fornecedores de malhas do país. O empresário é dirigente da Fiemg há 16 anos e preside o Sindicato das Indústrias Têxteis de Malhas no Estado de Minas Gerais (Sindimalhas). Vai acumular a presidência da Fiemg com a do Sindimalhas.

A nova direção da Fiemg conta com 105 nomes, incluindo suplentes. A diretoria executiva é composta por 20 quadros, sendo 15 vice-presidentes. Os vices são: Robert Carlos Lyra (presidente do Grupo Delta Sucroenergia), Bruno Melo Lima, Carlos Mário Moraes, Emir Cadar Filho, Jefferson de Paula, José Batista de Oliveira, Luciano José de Araújo, Márcio Danilo Costa, Mário Morais Marques, Pedro César Spina, René Wakil Júnior,  Roberto de Souza Pinto, José Fernando Coura, Tadeu Monteiro de Barros Pinto e Teodomiro Diniz Camargos.

Os diretores-secretários serão Iara Abade (1ª) e Carlos Ramon de Melo (2º). Já os diretores financeiros serão Fábio Alexandre Sacioto (1º) e Daniel Junqueira (2º).

Roscoe e Edwaldo Almada são os delegados da Fiemg junto à Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Fonte: Hoje em Dia – 13/04/2018

 

Relacionadas