Petróleo faz preços do açúcar despencarem no mercado externo

Os preços do açúcar despencaram no mercado internacional ontem (6), devido à desvalorização do petróleo. No vencimento março/18 da bolsa de Nova York, a commodity fechou negociada a 14.45 centavos de dólar por libra-peso, queda de 45 pontos. Na tela maio/18, os negócios foram firmados em 14.46 centavos de dólar por libra-peso, retração de 41 pontos. Os demais contratos caíram entre 25 e 36 pontos.

"O mercado foi alvo de intensa especulação após a recente valorização do petróleo. O óleo mais caro tende a fazer com que as usinas brasileiras priorizem o etanol em detrimento do açúcar. No último dia 27, os fundos elevaram em 12 vezes o saldo líquido comprado para a commodity na comparação com o registrado uma semana antes, segundo a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities", informou o jornal Valor Econômico, em nota divulgada hoje (7).

Em Londres, os preços do açúcar também caíram ontem. As cotações para março/18 fecharam em US$ 375,30 a tonelada, baixa de 7,70 dólares. Na tela maio/18, a queda foi de 7,80 dólares, com preços negociados em US$ 378,80 a tonelada. Os demais negócios caíram entre 5,20 e 7,00 dólares.

Mercado doméstico

No Brasil, os preços do açúcar ficaram praticamente estáveis com pequeno viés de baixa, de acordo com os índices do Cepea/Esalq, da USP. Ontem, a saca de 50 quilos do tipo cristal foi negociada em R$ 69,18, desvalorização de 0,01%.

Etanol

O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas, foi comercializado a R$ 1.809,00, alta de 0,67% no comparativo com o dia anterior.

(Fonte: UDOP – 07/12/17)

 

Relacionadas