Usinas do Norte-Nordeste reduzem moagem de cana em setembro

O atraso na moagem de cana-de-açúcar na região Norte-Nordeste ficou mais evidente na primeira quinzena de setembro na medida em que poucas usinas de Pernambuco e Alagoas conseguiram entrar em operação.

Em Alagoas, por exemplo, com apenas três usinas em operação até a primeira quinzena de setembro, a moagem atingiu somente 52.506 toneladas, contra 690.243 toneladas em igual período de 2016/17.

De acordo com a Datagro Consultoria, boa parte das indústrias nesses dois estados decidiu postergar o início das atividades em virtude do clima ainda chuvoso no começo do setembro.

Com a melhora do clima, as usinas enxergavam a oportunidade para permitir que os canaviais recuperem o desenvolvimento prejudicado pela falta de chuva no início de 2017.

Até a primeira quinzena de setembro foram processadas 8,107 milhões de toneladas de cana na região Norte-Nordeste, uma queda de 11,8% em relação as 9,196 milhões moídas no mesmo período de 2016/17.

Em função da maior participação das destilarias na moagem total até o momento, fruto do atraso para o início das operações das unidades de Pernambuco e de Alagoas, o mix para o açúcar atingiu 24,4% até a primeira metade de setembro, 6,1 pontos percentuais abaixo do mix observado há um ano.

(Fonte: Datagro – 10/10/17)

 

Relacionadas