Notícias

Agtech francesa vai investir em soluções para cana no Brasil

03 de Abril de 2024

Notícias

O francês Olivier Goulay, co-fundador e vice-presidente internacional da agtech Elicit Plant, anunciou investimentos no Brasil em soluções dedicadas à cultura da cana-de-açúcar, visando a soberania alimentar e a demanda crescente por etanol. O executivo fez parte da comitiva de nove empresas que acompanhou o presidente francês, Emmanuel Macron, na visita ao Brasil na última semana de março.

Goulay não detalhou os investimentos para a cana, mas disse que a agtech já investiu quase 5 milhões de euros em inovações no Brasil. A empresa, que atua há três anos no país, desenvolveu e comercializa soluções para milho e soja, explorando o potencial dos fitosteróis, moléculas naturais para melhorar a resistência das plantas aos estresses abióticos, especialmente ao estresse hídrico e térmico.

A solução para a cana-de-açúcar também foca as mudanças climáticas e será desenvolvida a partir da plataforma tecnológica EliTerra da Elicit Plant, em parceria com parceiros e internacionais e brasileiros.

Entre os novos parceiros está a Embrapa. Na viagem com Macron, o fundador da Elicit assinou um acordo com o setor de bioenergia da empresa de pesquisa agropecuária para o desenvolvimento das lavouras de cana-de-açúcar visando a produção de combustível sustentável. O foco é desenvolver soluções para aumentar a produtividade e enfrentar os desafios das mudanças climáticas por meio de tecnologias inovadoras.

"Nosso papel é apoiar as cadeias agrícolas brasileiras e oferecer, por meio de nosso avanço tecnológico único, soluções inovadoras nas quais o Brasil possa se apoiar. Há urgência em fornecer soluções a partir de 2024 para enfrentar a demanda futura de etanol derivado da cana-de-açúcar", disse Goulay em nota.

As soluções desenvolvidas, segundo a agtech, são sustentáveis, econômicas e eficientes, permitindo que as plantas acionem suas defesas naturais contra os desafios das condições climáticas e proporcionando ao produtor um retorno real sobre o investimento com um impacto positivo na sustentabilidade do planeta.

Fonte: Globo Rural - 03/04/2024

Veja também