Notícias

Produção de açúcar em Maharashtra, na Índia, deve cair à mínima de quatro anos

14 de Setembro de 2023

Artigos

A produção de açúcar em Maharashtra, o principal distrito produtor da Índia, deve cair 14% no ano-safra 2023/24, atingindo seu nível mais baixo em quatro anos, devido à menor produção de cana após o mês de agosto mais seco em mais de um século, disseram à Reuters autoridades do setor e do governo nesta quarta-feira, 13. 

A redução da produção pode aumentar a inflação dos alimentos e desencorajar Nova Délhi a permitir exportações de açúcar, apoiando os preços globais, que já estão próximos de seu nível mais alto em mais de uma década. 

Os preços domésticos mais altos, no entanto, melhorarão as margens de produtores como BalrampurChini, Dwarikesh Sugar, ShreeRenukaSugars e Dalmia Bharat Sugar, ajudando-os a fazer pagamentos em dia aos agricultores. 

O estado ocidental de Maharashtra, que responde por mais de um terço da produção de açúcar da Índia, pode produzir 9 milhões de toneladas na temporada 2023/24 (que começa em 1º de outubro), abaixo dos 10,5 milhões de toneladas em 2022/23, disse o presidente da West Indian Sugar Mills Association, B.B. Thombare. 

“A safra de cana-de-açúcar não recebeu chuvas abundantes durante a fase crucial de crescimento este ano. Em quase todos os distritos, o crescimento da safra está atrofiado”, disse ele. 

Maharashtra, que frequentemente surpreende o mercado global de açúcar com grandes oscilações na produção, recebeu 59% menos chuvas do que o normal em agosto. 

O comissário de açúcar de Maharashtra, ChandrakantPulkundwar, disse que foi informado por representantes das usinas de açúcar durante uma reunião de revisão que a produção de cana seria menor este ano devido a um período prolongado de seca e temperaturas mais altas. 

A safra precisa urgentemente de boas chuvas em setembro para limitar os danos causados pelo período de seca, disse Pulkundwar. 

É provável que a Índia receba uma quantidade média de chuvas em setembro, segundo previsão do departamento de meteorologia estatal, após o agosto mais seco em mais de um século. 

A produção de Maharashtra é crucial para a capacidade de exportação da Índia, o que torna as perspectivas de embarques para o exterior desanimadoras para a próxima temporada, disse um negociante de uma trading global com sede em Mumbai, que não quis se identificar devido à política de sua empresa. 

Em 2021/22, Maharashtra produziu um recorde de 13,7 milhões de toneladas, permitindo que Nova Délhi exportasse um recorde de 11,2 milhões de toneladas. 

Como a produção de Maharashtra caiu para 10,5 milhões de toneladas em 2022/23, a Índia reduziu as exportações para 6,1 milhões de toneladas. 

Espera-se que Nova Délhi proíba as usinas de exportar açúcar na temporada que começa em outubro, interrompendo os embarques pela primeira vez em sete anos, disseram três fontes do governo à Reuters no mês passado. 

 

Fonte: Reuters – 14/09/2023

Veja também